Radio LaybackSessão ...Lost

Deaf Kids se apresenta essa quinta no RJ

Mais três bandas com respeitadas credenciais embarcam na terceira edição do
projeto Las Quintas no dia 21, a partir das 19h30, na badalada casa de show da
Lapa, o La Esquina (avenida Mem de Sá, 61). Carbo, Os Estudantes e Deaf Kids
estão escalados para mostrar a força do rock autoral nacional numa iniciativa de
quatro produtoras cariocas, a Abraxas, Collapse Agency, Flecha Discos e Speed
Rock.
De Volta Redonda, mas com fama internacional e o grande nome de crust/d-
beat do Brasil, o trio do Deaf Kids é a atração principal da noite desta quinta-
feira. Formada em 2010 e com Eps, splits e álbuns que já rodaram o mundo
sempre com excelentes críticas pela originalidade e experimentalismos, ora
selvagens, ora caóticos, o Deaf Kids vai aproveitar o show no La Esquina para
tocar músicos do último registro Configuração do Lamento, prestes a ser pela
primeira vez lançado em CD nos Estados Unidos e Europa pelo selo Neurot
Recordings, do vocalista/guitarrista da histórica banda americana Neurosis,
Steve Von Till.

Confira o rápido bate papo que o jornalista Erick Tedesco da Produtora Abraxas teve com idealizador da banda Douglas, o vocalista e
guitarrista do Deaf Kids:

O Deaf Kids é uma banda bastante ativa e que recebe muitos elogios
pela dinâmica das apresentações. O que rolou de legal nestes últimos
meses?
Douglas – Desde o início do ano temos feito uma série de shows em São Paulo e
diversas cidades e estados do Brasa pra divulgar nosso último lançamento.
Nosso set ao vivo é bem mutável, o set flui de maneira bem “amarrada”, vamos
do início ao fim, e a gente está sempre modificando alguma coisa das músicas e
as transições entre elas, pra que não gaste a onda pra nós e pro público.
Incorporamos as músicas do último disco com músicas do nosso LP “The Upper
Hand”; e do último EP split que lançamos, além de algumas mais antigas,
fazendo uma mistura louca regada de muito barulho e psicodelia selvagem.

Tem como explicar a energia do Deaf Kids em palco?
Douglas – O set funciona meio que como uma descarga de energia densa e
bruta, mesmo, o negócio é mais corporal do que mental, vibra o corpo e frita a
mente. Geralmente um show dá aquela lavada/limpada na nossa mente e na de
quem se entrega ao som e às vibrações do negócio. É uma troca, mesmo.
Qual é a relação da banda com o Rio de Janeiro, como é a química
com o público da capital?
Douglas – Bicho, a banda é de Volta Redonda (RJ), que fica a umas duas horas
do Rio, mas desde o início a gente tocou bem mais em SP do que na capital, por
exemplo. Acho que, primeiramente, porque fomos por 5 anos uma banda a
distância, sendo que o Mariano (baterista) mora em SP. A gente ama o Rio, nos
sentimos em casa e é uma das melhores vibes que tem, de público e da cidade no
geral. Temos boas experiências em relação à química com o público, baseado em
todas as vezes que tocamos por aí, sempre tem uma galera interessada no som e
nos materiais, um pessoal que pira na banda e isso é bem massa!

Em dezembro o Deaf Kids está confirmado como uma das bandas de
abertura para o seminal Neurosis, e São Paulo.
Douglas – Muito louco isso. Basicamente, nosso último disco está sendo
lançado pela Neurot Recordings (selo/extensão dos membros do Neurosis) – dia
6 de outubro é a data! Bem, do nosso disco ter chegado nos ouvidos do Steve
Von Till, ter explodido a mente dele e ele ter levado pro resto da banda e daí
todos concordarem que deveriam lançar algo nosso e nos ajudar a espalhar o
som e a mensagem por aí, e a partir desse convite/contato surrealmente
maravilhoso do Steve e a Neurot com a gente, meio que coincidiu com o lance
deles virem tocar no Brasil, e a pedidos do próprio Steve e banda, nós fomos
convidados pela Abraxas e Xaninho Discos para participar desse evento e abrir o
show deles. Uma satisfação imensa não só pela oportunidade de estar sendo
lançados pela Neurot, como de quebra, ter a oportunidade de tocar com os caras
aqui no Brasa. Sem dúvidas será histórico.

E vai rolar música do novo disco no show dessa semana?
Douglas – Configuração do Lamento é o nome do “novo” disco (“novo” porque
ele foi gravado e lançado digitalmente e em fita cassete no ano passado; “novo”
porque será lançado em vinil 10″; e CD com distribuição nos EUA e Europa
agora em Outubro). Com certeza vai rolar música desse disco.

Acredita que o som do Deaf Kids fica ainda mais barulhento e
selvagem em casa pequena, como será no La Esquina?
Douglas – Totalmente! Quanto menor e mais intimista e próximo do público,
melhor, mais barulhento, energético e mais selvagem!

SERVIÇO
3º Las Quintas – Deaf Kids, Carbo e Os Estudantes
Data: 21 de setembro de 2017
Horário: a partir das 19h30
Local: La Esquina
Endereço: Avenida Mem de Sá, 61 – Lapa/Rio de Janeiro
Ingresso: R$ 15 (com nome na lista – nome nos comentários em post fixo no
evento do facebook); R$ 20 (sem nome na lista). Saiba mais aqui.

Mais Recentes:

Taj Burrow mais instigado que nunca!

Uma bela demonstração de estilo e power do aussie

Tropical Trends: Nelson Pinto nas Mentawai

Assista ao clipe novo do freesurfer gaúcho

Franklin Serpa te mostra Maresias

Conheça uma pouco desse pedaço do Litoral Norte de São Paulo

vixi1000º vol.6: Japinha, Miguel, Zene, Biano e cia.

Uma visita à Greenbox, Édem de Itajaí e o DIY do Biano em SP

Sessão Volcom | Ep.118

Com Hobo Magic, Electric Wizard, RIP, Astro Venga, Atomic Bitchwax, Windhand e mais

Semper Adversus | Ep.32 com Ack

Henrike Baliú trocando uma ideia e botando um som com o vocalista e baixista Fabio Seidl